Prefeito vai ganhar salário maior que Dilma e ministros do STF

ReproduçãoO prefeito de Sertãozinho (SP), José Alberto Gimenez (PSDB), deve passar a ganhar mais que a presidenta Dilma Rousseff a partir do mês de junho. Os moradores da cidade estão indignados com o aumento abusivo e vão apresentar, na Justiça, uma ação popular com o objetivo de modificar a lei que define o pagamento do prefeito.

Gimenez recebia R$ 28,8 mil, valor superior ao recebido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) – ele recebe R$ 21,6 mil. No entanto, projeto de autoria do prefeito e aprovado pela Câmara Municipal no dia 28 de maio altera o salário para R$ 31 mil. O recebimento é maior que o de Dilma, que recebe R$ 30,9 mil ao mês. O salário do tucano não ultrapassará, apenas, o dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), teto do funcionalismo público no valor de R$ 33,7 mil.

O salário proposto pelo próprio prefeito não condiz, inclusive, com a situação financeira da cidade. Sertãozinho é considerada um dos centros nacionais de produção de açúcar e etanol, mas vive, há cerca de três anos, em desaceleração. No ano passado, a crise no setor sucroenergético resultou na demissão em mais de 2 mil demissões.

A Organização Não Governamental (ONG) Amigos Associados de Sertãozinho (Amasert), que atua no combate à corrupção e fiscalização dos órgãos públicos, vai formalizar a ata para o processo de coleta de assinaturas. Pela legislação, a ação popular precisa da assinatura de 5% dos eleitores. Sertãozinho tem cerca de 87,2 mil eleitores. Para prosseguir a ação, serão necessárias 4,3 mil assinaturas.

O presidente da Amasert, Claudinei Luis Silva, em entrevista ao site “A Cidade” de Ribeirão Preto, definiu a situação proposta pelo prefeito como “imoral”.“O prefeito poderia abrir mão de parte desse supersalário, que não condiz com a sua responsabilidade na prefeitura comparando com prefeitos das capitais”, desabafou. Ainda segundo Silva, a gestão de Gimenez não tem sido pautada na ética. “Zezinho não para na cidade. Tem negócio como empresário, está sempre viajando”, disse.

Por meio de nota, a prefeitura de Sertãozinho confirmou a atuação comercial do tucano e se resumiu a dizer que não foi o salário da prefeitura que motivou Gimenez à prefeitura. A nota também admite que a cidade passa por dificuldades na gestão tucana. “Ele (Gimenez) e sua equipe vêm trabalhando e buscando alternativas para recolocar a cidade na posição que merece”, afirma nota.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM