Agentes de proteção se reúnem na Câmara para discutir atuação para infância e adolescência

menores_cmsA Câmara de Salvador cedeu o auditório do Edifício Bahia Center, anexo do Legislativo Municipal, para que os agentes de proteção da Vara da Infância e Juventude promovessem, nesta quarta-feira (13), pela manhã, encontro para discutir as políticas de proteção para jovens e adolescentes. O encontro também marcou as comemorações pelo Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual da Criança e Adolescente, celebrado em 18 de maio.

A mesa do debate foi composta pelo coordenador do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente da Bahia (Cedeca), Waldemar Oliveira; pelo juiz titular da 1ª Vara da Infância e Juventude da Bahia, Walter Ribeiro Junior; pelo analista judiciário e organizador do evento, Samuel Nonato; e pelo gerente de Atenção à Criança e Adolescente da Secretaria de Desenvolvimento Social do Município de São Francisco do Conde, Ailton Agra.

Para o juiz Walter Ribeiro Junior, o encontro serviu também para o fortalecimento da categoria, que de acordo com ele precisa criar uma comissão para reivindicar a estruturação da carreira e fortalecimento da categoria. “A primeira coisa que se deve repensar é o papel do agente de proteção. Eles são educadores sociais e aqui em Salvador tem de assumir uma postura de polícia. Isso precisa ser revisto”, afirmou.

Para Waldemar, os agentes têm papel muito importante no combate à exploração sexual infantil. De acordo com o coordenador do Cedeca, a Bahia se mantém entre os primeiros lugares no ranking nacional de denúncias. “O estado necessita de políticas públicas para o enfrentamento deste problema. Temos muitos casos, mas faltam programas de combate e de apoio a essas crianças”, disse.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM