É inaceitável que o Brasil se torne refém de um criminoso, diz Lula

Heinrich Aikawa/Instituto LulaO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou, por meio de nota, o espaço e a credibilidade dada às declarações do doleiro Alberto Youssef. Para Lula, é “inaceitável” que o Brasil se torne “refém” de um criminoso “notório e reincidente”.

“É inaceitável que uma grande democracia como o Brasil, com 200 milhões de habitantes, uma das maiores economias do mundo, seja transformada em refém de um criminoso notório e reincidente, de um réu que negocia depoimentos  e garante para si um percentual na recuperação do dinheiro que ajudou a roubar”, afirmou.

Lula lamenta ainda que parte da imprensa trate como “herói” um “bandido com oito condenações”, que se presta a acusar, sem provas, “os alvos escolhidos pela oposição”. O ex-presidente condenou também o crédito dado ao doleiro, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, para destilar ataques e calúnias.

“É inacreditável que um bandido com oito condenações, que já enganou a Justiça num acordo anterior de delação premiada, tenha palco para atacar e caluniar, sem nenhuma prova, algumas das principais lideranças políticas do país, legitimadas democraticamente pelo voto popular”, completou.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM