Auxílio-emergencial: “será pago única e exclusivamente uma vez”, afirma Hilton Coelho

hilton (2)O vereador Hilton Coelho (PSOL) afirmou que foi aprovado por unanimidade o auxílio às vítimas das chuvas encaminhado pela Prefeitura de Salvador. “Recebemos o projeto praticamente na hora da votação e pela situação extrema de contribuir com as famílias atingidas alguns pontos passaram sem debate. Tenho a mais absoluta certeza que a sociedade se frustrará com o auxílio-emergência que será pago única e exclusivamente uma vez. Ora, mesmo com a contribuição de até três salários mínimos para as famílias que perderam bens materiais em situações de emergência, elas não conseguirão se reestruturar e a decepção e dificuldades serão muitas”, disse.

 Para o socialista “a cidade precisa de medidas constantes, uma política pública voltada para a questão de moradia popular. Nem mesmo um Plano de Estabilização de Encostas e Drenagem a cidade possui. O projeto de Lei nº 109/15, do Executivo municipal, vale para casos de deslizamentos de terra e desabamentos, como incêndios e outras tragédias. A concessão do auxílio está condicionada à emissão de laudo técnico pelos órgãos municipais competentes”.

 “É preciso sempre destacar que 15 pessoas morreram por falta investimentos em obras estruturais de contenção de encostas, coleta de lixo, de entulhos e, escoamento. Enquanto isso só a Barra consumiu R$ 60 milhões. Os problemas criados pelas inundações, enchentes e transbordamentos mostraram a verdade que estava oculta. Repetimos que tragédias relacionadas a deslizamentos e ocupação irregular de encostas não são novidades em Salvador, porém, não podem ser encaradas como naturais. A sociedade verá que apenas uma contribuição de três salários mínimos não resolverá a exclusão social”, finaliza Hilton Coelho.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM