Brasileiro é executado na Indonésia

rodrigo-gularteO brasileiro Rodrigo Gularte foi executado por volta das 14h00 desta terça-feira (28), (meia-noite de quarta-feira na Indonésia) por fuzilamento na prisão de Nusakambangan. Gularte, de 42 anos, estava preso desde 2004 por tráfico internacional de drogas. Seu advogado, Rick Guanwan, confirmou a execução à rede britânica BBC.

Os prisioneiros são executados por um pelotão de fuzilamento, recrutado de uma unidade especial da polícia nacional. Os atiradores deste pelotão são escolhidos com base em suas habilidades de tiro e “saúde física e espiritual”.  Os prisioneiros, que são vendados, têm a escolha de ficar em pé, ajoelhados ou sentados perante o pelotão de fuzilamento. Suas mãos e pés permanecem amarrados.

Cada prisioneiro fica diante de um pelotão de doze atiradores que miram seus fuzis em direção ao coração, mas somente três dos atiradores possuem munição real em suas armas. As autoridades afirmam que desta maneira quem executa não é identificado. Uma equipe médica fica no local para confirmar a morte dos prisioneiros após as execuções. Depois da confirmação, os corpos são limpos e entregues às famílias, que esperam do lado de fora do presídio durante a execução. Caso o prisioneiro ainda não esteja clinicamente morto, é dado um tiro de misericórdia em sua cabeça.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, que falou com a prima de Gularte, Angelita Muxfeldt, ele estava “calmo” e pediu para ser enterrado no Brasil.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM