Faltou debate na Câmara Municipal de Salvador para reajustar verbas de gabinete, afirma Hilton Coelho

hilton (2)O vereador Hilton Coelho (PSOL) voltou a criticar a falta de discussão mais profunda na Câmara Municipal de Salvador sobre o aumento de verba de gabinete e que deverá custar cerca de R$ 1,5 milhão. “Creio que uma discussão mais aberta a respeito poderia, por exemplo, detectar que é mais urgente e necessária uma solução para os servidores da Casa que há 12 anos lutam para conseguir a implantação de um plano de saúde de melhor qualidade e isso não acontece alegando-se falta de orçamento”, disse.

 “Não houve unanimidade na Casa. Nosso mandato disse não ao reajuste por falta de debate e busca de consenso entre as vereadoras e vereadores. Até mesmo no Colégio de Líderes não houve discussão. Vemos vários partidos pregando corte de despesas, de direitos previdenciários, do seguro-desemprego, ajustes fiscais e medidas contra os direitos trabalhistas. Ora, por que propor rigor contra os trabalhadores e ter mais condescendência com gastos na Câmara Municipal?”, questiona o socialista.

 Hilton Coelho lembra que os servidores selecionados no concurso público em 2011 reivindicam os mesmo direitos dos demais e sempre ouvem que faltam verbas para atender suas reivindicações. “Ao se reajustar as verbas de gabinete a Casa mostra que recursos existem. Faltou até agora vontade política. Esperamos que a Mesa Diretora da Casa tenha a mesma rapidez que teve para reajustar a verba e acate a recomendação do Ministério Público em favor dos servidores que ainda não foram atendidos”, disse.

 “Em respeito aos servidores e às leis, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Salvador precisa resolver de forma definitiva a situação dos novos servidores. Fica muito ruim para a imagem do Poder Legislativo atuar em causa própria com rapidez e levar tanto tempo sem atender as necessidades dos servidores, em especial dos discriminados concursados de 2011”, finaliza Hilton Coelho.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM