Salvador: Embasa e CCR Metrô ainda não tem prazo para término de serviço em adutora

aguaA Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou que o serviço de recuperação da adutora danificada pelas obras do metrô, na BR-324, em Salvador, não foi concluído neste domingo (05), devido ao risco de desmoronamento de terra no local da intervenção, a 11 metros de profundidade. A empresa, com apoio da CCR Metrô,  afirma que está concentrando esforços na implantação de uma rede de distribuição alternativa, de 500 metros de extensão e 1,5 metro de diâmetro, para garantir a retomada do abastecimento das áreas afetadas pelo incidente o mais breve possível.

De acordo com presidente da Embasa, Rogério Cedraz, cinco frentes, com cerca de 270 técnicos e operários da empresa e da CCR Metrô, estão trabalhando atualmente para implantar a nova adutora. “Desde quarta-feira (1º), trabalhamos com duas possibilidades independentes: a primeira, consertar a adutora danificada e a segunda, implantar uma nova rede de distribuição. Como o terreno mostrou-se instável e por uma questão de segurança dos trabalhadores, estamos concentrando nossos esforços na conclusão dessa linha paralela”.

“Esse é um momento em que precisamos da colaboração da população no sentido de economizar água. É um serviço de manutenção de alta complexidade. Estamos buscando mais carros-pipa de municípios vizinhos para auxiliar nesse momento”, ressalta Cedraz.

Com a interrupção da adutora, o sistema teve uma redução na vazão de água tratada distribuída e está afetando o fornecimento de água em cerca de 60% da cidade.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM