Recôncavo: mangues serão repovoados com 600 mil caranguejos

caranguejoOs mangues baianos vão ganhar mais vida. Na quarta-feira (1º), a Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), realiza o repovoamento de caranguejos nos manguezais da comunidade de Acupe, em Santo Amaro, no Recôncavo. Serão colocadas no meio ambiente cerca de 600 mil megalopas (pequenos caranguejos na segunda fase de desenvolvimento, medindo apenas meio centímetro).

A iniciativa faz parte do Programa Integrado de Manejo e Gerenciamento do Caranguejo-uçá (Puçá). As megalopas foram cultivadas no laboratório da Bahia Pesca, na Fazenda Experimental Oruabo, em Santo Amaro, onde também são realizadas as principais atividades de pesquisa da empresa. As 65 fêmeas utilizadas para a reprodução foram capturadas no próprio manguezal e serão devolvidas ao habitat natural durante o repovoamento.

“Durante sua estada em nosso laboratório, as fêmeas foram alimentadas com peixes e camarão até a eclosão dos ovos. É neste momento que ‘nasce’, em forma de larva, a iguaria tão apreciada por baianos e turistas. As larvas são colocadas em tanques onde se alimentam de microalgas e microcrustáceos e vão se desenvolvendo até atingirem o estádio de megalopas”, explica a técnica da Bahia Pesca, Eliane Hollunder. “Os animais são mantidos em tanques com temperatura e salinidade da água monitoradas até serem soltos no meio ambiente”.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM