Detectores de metais podem inibir assaltos a mão armada em ônibus e tiroteios em estações rodoviárias

detectorNesta quarta-feira (18), passageiros da Estação da Lapa viveram momentos de pânico com uma tentativa de arrastão no local e sons de disparos de armas de fogo. O fato se deu após uma mulher ter sido assaltada dentro de um ônibus na estação. Casos como estes mostram a necessidade de ser implantados detectores de metais nas Estações de Transbordo, Terminais Ferroviários, Marítimos e Rodoviários de Salvador, conforme propõe o projeto de Lei 909/2013, do vereador Arnando Lessa (PT).

Para o vereador Arnando Lessa, tal medida ajudará a combater a violência e trará mais segurança aos passageiros que aguardam transporte nos terminais, onde frequentemente se tem visto casos de arrastões e de pessoas baleadas. No dia 23 de fevereiro deste ano, por exemplo, Geisney Ferreira Santos, de 26 anos, foi atingido no ombro e no rosto, na Lapa, por volta de 3h40, após sair da comemoração do próprio aniversário.

Aguardando parecer na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores da capital baiana, o PLE estabelece a obrigatoriedade dos detectores de metais nas áreas de embarque e desembarque em todas as estações. Caso o projeto seja aprovado, também contribuirá com a diminuição dos assaltos a mão armada nos ônibus. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública, em 2014 o número de assaltos a ônibus aumentou 18% em relação a 2013. A média é de 125 assaltos a coletivos por mês.

O Projeto de Lei propõe, inicialmente, a instalação dos detectores nas estações de transbordo ferroviário – tanto as localizadas no subúrbio ferroviário quanto na Estação da Leste, na Calçada; nos terminais marítimos localizados em São Joaquim, onde opera o Sistema Ferry Boat; no Comércio; nas estações de transbordo localizadas na Lapa, Barroquinha, Pirajá, Mussurunga, dentre outras.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM