Acreditem: o PMDB não quer pedir o Ministério da Educação

espantoDe acordo com o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), os peemedebistas não pretendem reivindicar para si o comando do Ministério da Educação. A pasta foi deixada na tarde de ontem pelo cearense Cid Gomes (PROS), após desentendimento com deputados federais.

“Não há nenhuma reivindicação do PMDB nesse sentido, nem haverá. A escolha do substituto cabe à presidente da República, que tem compromisso com a educação e adotou como lema de governo a ‘pátria educadora’. Não há nenhuma intenção do PMDB de opinar, interferir ou pleitear essa função”, disse Picciani, que chamou a postura de Cid Gomes diante dos deputados de leviana.

A demissão de Cid seria a justificativa perfeita para viabilizar Aloisio Mercadante como ministro da Educação. Mesmo sob fogo amigo do PT, ele segue como homem da confiança de Dilma.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM