Partidos de oposição em Salvador traçam estratégias e cobram políticas públicas

Suíca e Everaldo AnunciaçãoVereadores e lideranças políticas do PT, PCdoB e PSB se reuniram nesta quinta-feira (12) para traçar estratégias para a oposição na Câmara de Vereadores de Salvador (CMS) e montar uma agenda de ações para cobrar mais políticas públicas da prefeitura local. O seminário aconteceu durante a tarde, no auditório do anexo Bahia Center, com debates sobre a conjuntura política atual no país e na Bahia, considerando os projetos e metodologia de administração em andamento em ambas as esferas. De acordo com o líder da oposição na Casa Legislativa, Luiz Carlos Suíca (PT), a intenção é ampliar cada vez mais a participação popular nas discussões envolvendo os projetos de lei e serviços prestados pela prefeitura da capital, como o Plano Plurianual (PPA), Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU), outorga onerosa e infraestrutura para funcionamento de postos de saúde, escolas e creches.

“A oposição não pode deixar de cobrar mais políticas para as comunidades periféricas e maior transparência na aplicação do dinheiro público, seja em qualquer setor. Devemos fiscalizar e apontar soluções. Por isso, esse seminário recebeu as direções executivas dos partidos oposicionistas, inclusive do PT, para sintonizar as atividades e fortalecer esse diálogo com a população. Precisamos unir forças e elevar o nível do debate, como fizemos com a mobilidade urbana de Salvador, implantando o metrô e construindo sistemas viários”, aponta Suíca, citando as intervenções do governo estadual na capital. Para o petista, a atuação do governador Rui Costa será o diferencial nesse contexto político de Salvador. “A metodologia é olhar para o povo e mudar sua realidade, rompendo com o conceito de que filho de pobre será sempre pobre”, completa o petista ao lado dos presidentes do PT estadual e municipal, Everaldo Anunciação e Marta Rodrigues, respectivamente.

No encontro, a assessoria do deputado estadual e líder do PTN na Assembleia da Bahia, Alex Lima, justificou a não participação do partido no seminário da oposição. Alex iria representando o PTN, mas, por questões pessoais, teve de cancelar a agenda. O presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, foi enfático ao citar os problemas da atual gestão de ACM Neto (DEM), em Salvador. “A administração está longe de ser ‘mil maravilhas’ e os vereadores aqui reunidos estão listando uma série de equipamentos urbanos problemáticos, que funcionam em condições insalubres. É dessa maneira que a prefeitura atende a população da capital”, finaliza Everaldo. Também participou do evento Gabriel Oliveira, do mandato do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA).

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM