“Passagem de Solla pela Sesab lembra livro O Médico e O Monstro”, afirma Heraldo Rocha

Heraldo RochaHeraldo RochaHeraldo RochaHeraldo RochaFoto Valter Pontes“O caos do Hospital Roberto Santos é mais uma das heranças malditas do agora deputado Jorge Solla, ex-secretário estadual de saúde”, afirma o presidente do Democratas Salvador, Heraldo Rocha. Aterrorizado com a deplorável situação denunciada pela imprensa de que os banheiros estão sendo usados como necrotério no estabelecimento público de saúde, o líder oposicionista cobra ação imediata do Ministério Público na apuração de responsabilidades.

“O ex-secretário deixou um trágico legado para a saúde da Bahia, mas sempre queria se passar como o competente que estava resolvendo os problemas herdados, segundo ele, de gestões passadas. E agora, depois de oito anos, seu Solla, como é que fica o abacaxi que o senhor deixou para seu sucessor? A herança maldita é de quem mesmo?”, questiona Heraldo.

O presidente do Democratas destaca que os problemas do Hospital Roberto Santos foram denunciados por ele há oito anos, quando ainda era deputado estadual. “Fiz denúncias ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas do Estado e não foram poucas as vezes que ocupei a tribuna da Assembleia para reclamar do descalabro da gestão do senhor Solla”, diz, observando que a passagem de Solla à frente da Sesab lembra o clássico da literatura “O Médico e O Monstro”, do escritor Robert Louis Stevenson.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM