Modernização das Forças Armadas é um processo que não tem retorno, diz Jaques Wagner

Governador Jaques WagnerFoto Manu Dias/AGECOMO processo de modernização das Forças Armadas é uma decisão de governo estabelecida em documentos e “não tem retorno”. A explicação foi dada pelo ministro da Defesa, Jaques Wagner, nesta sexta-feira (30), durante entrevista após a posse do novo comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Rossato, na Base Aérea de Brasília (DF).

Na conversa com jornalistas, Jaques Wagner explicou que mesmo num momento de paz, onde o País não sofre qualquer tipo de ameaça externa, existe a oportunidade para que se possa reforçar os mecanismos de defesa. Segundo o ministro, a ida dele para o cargo representa a continuidade de um projeto que vem sendo levado a cabo pela presidenta Dilma Rousseff.

“Apesar de termos a tradição absolutamente pacífica, isso não quer dizer que a gente vá se desguarnecer. Ao contrário, bem faz quem garante a sua defesa em favor da paz, que aí você não se sente desprotegido ou ameaçado”, disse o ministro. Jaques Wagner participou da série de troca de comando das Forças Armadas. Na próxima semana, o general Eduardo Villas Boas assume o Exército e o almirante Eduardo Leal Ferreira, a Marinha do Brasil. As duas cerimônias acontecem em Brasília.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM