Alto das Pombas: lixo, ratos e baratas interrompe atendimento em unidade de saúde

alto_pombasUma comunidade engajada e de gente trabalhadora. Moradores mobilizados que sempre atuam em defesa da cidadania. Essas características ficam ainda mais potencializadas com a colaboração dedicada de servidores municipais lotados na escola e na unidade de saúde do bairro do Alto das Pombas. Apesar deste cenário de intensa mobilização social, uma ação irresponsável da gestão municipal tem causado prejuízos enormes para a população e também aos trabalhadores do serviço público municipal. A instalação de um contêiner de lixo na frente da unidade de saúde é um risco gravíssimo para adultos e crianças.

O descarte dos resíduos tem como consequência, a proliferação de roedores (ratos, baratas, etc.), derramamento de chorume (líquido contaminante causado pela decomposição da matéria orgânica presente no lixo), violação dos sacos de lixo por cães e um aspecto degradante do trecho, no largo do Alto das Pombas.

Os servidores da unidade de saúde estão assustados com a presença de ratos e baratas, que invadem o local oriundos da montanha de lixo criado pela Prefeitura de Salvador. O odor é insuportável e incomoda usuários e profissionais daquele posto.

A situação prejudica o bom atendimento prestado naquela unidade. Profissionais alegam que não existem condições mínimas para que um serviço de saúde funcione, principalmente, no que diz respeito às condições de higiene. A médica Luamorena Leoni explicou a situação. Segundo ela, a presença de roedores e outros animais é perigoso, pois se caracterizam como vetores de endemias e podem potencializar novas doenças nos usuários e causar danos para os trabalhadores.

alto_pombas_02O diretor do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps), Everaldo Braga questionou de maneira enfática, a instalação do equipamento de coleta de lixo na frente da unidade de saúde. O dirigente também foi solidário aos usuários e profissionais. “Um absurdo protagonizado por gestores incapazes de conduzir uma política de resíduos sólidos na cidade. Os trabalhadores e cidadãos do Alto das Pombas não merecem esse descaso. Como trabalhar tendo que literalmente caçar ratos?”, questionou Braga.

A situação foi levada a diversos órgãos fiscalizadores e a diretoria do sindicato deverá realizar ações naquela unidade de saúde. A intenção é solucionar essa demanda, com o ponto de coleta sendo removido do local atual. “A denúncia feita pela entidade é uma forma de demonstrar a nossa responsabilidade social. Defendemos os trabalhadores que querem ofertar um serviço de qualidade aos moradores do Alto das Pombas. Agindo assim, estamos defendendo a cidadania plena”, afirmou Everaldo.

Confira aqui a “caça aos ratos” na Unidade de Saúde da Família do Alto das Pombas

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM