Deputado Isidório defende criacionismo nas escolas

Pastor IsidórioProjeto de lei apresentado pelo deputado Pastor Sargento Isidório (PSC) propõe a inserção na grade curricular das redes públicas e privada de ensino da Bahia de conteúdos sobre criacionismo. Segundo o parlamentar, os conteúdos devem incluir noções de que a vida têm sua origem em Deus, como criador supremo de todo universo e de todas as coisas que o compõe. O ensino deverá levar ao estudante, analogamente ao evolucionismo, alternância de conhecimento de fonte diversa com o objetivo de que ele avalie cognitivamente ambas as disciplinas.

“Como é sabido, atualmente vigora nos currículos escolares o ensino do evolucionismo, propagando que a vida se originou de uma célula primitiva que se pôs em movimento pelo Big Bang. Assim sendo, ensinar apenas a teoria do evolucionismo nas escolas, é violar a liberdade de crença, uma vez que a maioria das religiões brasileira acredita no criacionismo”, justifica Isidório.

A base de análise que compõe o banco de dados do projeto é que ensinar o evolucionismo nas escolas é ir contra a liberdade de crença, uma vez que a doutrina criacionista é a predominante em todo o nosso país. O ensino darwinista limita a visão cosmológica de mundo existencialista levando os estudantes a desacreditarem da existência de um criador que está acima das frágeis conjecturas humanas forjadas em tubos de ensaio laboratorial.

“As crianças que frequentam as escolas pública têm se mostrado confusas, pois aprendem nas suas respectivas escolas noções básicas de evolucionismo, quando chegam a suas respectivas Igrejas aprendem sobre o criacionismo em rota de colisão com conceitos de formação escolar e acadêmica”, completa o parlamentar.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM