Collor pode ser denunciado por envolvimento em corrupção

Foto: Márcia Kalume / Agência SenadoNo início de fevereiro, a Procuradoria-Geral da República deve enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedidos de investigações contra políticos envolvidos na Operação Lava Jato.  E o ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) estaria entre os que podem ser investigados pelo Supremo, segundo o jornal Folha de S.Paulo.

Pelo menos 29 políticos teriam sido citados em depoimentos de delação premiada (veja a lista dos citados). Contudo, não se sabe ainda quais deles estarão de fato entre os denunciados pelo Ministério Público ao STF para que sejam investigados e julgados.

De acordo com a publicação, a Justiça do Paraná teria encaminhado ao STF indícios de uma suposta relação entre o doleiro Alberto Youssef e o senador. Os agentes da Polícia Federal envolvidos na Operação Lava Jato teriam encontrado comprovantes bancários no escritório de Youssef que beneficiariam Collor. Juntos, os depósitos feitos entre os dias 2 e 3 de maio de 2013 somariam R$ 50 mil.

Na época, o juiz Sérgio Moro ressaltou que era “prematura” a conclusão de que os depósitos teriam natureza criminosa. O senador se defendeu na tribuna do Senado e negou conhecer ou manter relações pessoais ou políticas com Youssef. Como Collor tem foro privilegiado, o caso só pode ser analisado pelo STF.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM