Agentes de saúde realizam assembleia no próximo dia 13

convoca_aces_13_02Os agentes de saúde da capital baiana iniciam o ano de 2015 com muita mobilização e luta. A categoria continua mantendo sua postura firme e determinada para conseguir novos avanços. Dedicados em sua missão de proteger a saúde coletiva, esses trabalhadores e trabalhadoras denunciam as péssimas condições de trabalho, além da falta de comprometimento da gestão municipal em ofertar equipamentos, fardamento e locais de apoio para as atividades.

Mochilas rasgadas, fardas sem condições de uso, pontos de apoio em locais insalubres são ingredientes de uma receita intragável que ainda tem a desvalorização salarial como sabor amargo. Mesmo com todo esse descaso protagonizado pelos responsáveis pela gestão municipal, a categoria não foge de sua responsabilidade social e continua defendendo a cidade, principalmente do mosquito da dengue e da febre chikungunya.

Mesmo com todo os esforços empreendidos, os agentes de saúde enfrentam riscos constantes em áreas consideradas perigosas. Assaltos, agressões e estupros são casos relatados pelos trabalhadores e trabalhadoras em vários pontos da cidade.

Essas situações serão abordadas na assembleia da categoria que reunirá ACE’s e ACS’s, na próxima terça-feira (13), às 08, na frente do prédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), no Comércio. Além disso, temas como a aplicação do Piso Salarial Nacional e a realização do cadastro do Bolsa-Família pelos ACS’s serão discutidos.

Para o diretor do Sindicato dos Servidores da Prefeitura do Salvador (Sindseps), Enádio “Careca”, a categoria tem sido maltratada pelo fato de não ser reconhecida e valorizada pela sua função social. Na opinião do dirigente, a resposta da categoria deve ser estratégica e voltado aos interesses coletivos. “Vamos reforçar a nossa imagem de guerreiros e guerreiras incansáveis. Devemos zelar por essa fraternidade que une ACS’s e ACS’s no propósito de mostrar que estamos insatisfeitos com o tratamento equivocado da gestão municipal com a categoria. Vamos encher a frente da secretaria [Saúde] e reafirmar nossa vontade de mudança. Enfrentaremos obstáculos, mas tenho a certeza de que estamos preparados para “, conclamou Enádio.

A diretora da entidade, Edna Maria ressaltou a necessidade dos trabalhadores e trabalhadores em comparecer à assembleia. “Estamos em um momento singular para nossa categoria. Vivemos momentos onde nossas conquistas ainda não estão consolidadas, pois não existem na prática. Somos maltratados e perseguidos em nosso dia-a-dia. A parceria com o sindicato é importante para combater as práticas danosas cometidas conosco. O Sindseps tem sido um legítimo instrumento de nossa luta. Isso é reconhecido na categoria, pois é quem sempre tem garantido nossa mobilização permanente. Não fazemos luta de entidades. Fazemos a luta de classes, onde estamos do lado dos trabalhadores e todos aqueles que querem defender direitos e conquistas”, afirmou Edna.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM