Sessenta e seis jornalistas foram assassinados no mundo em 2014

violenciaSessenta e seis jornalistas foram assassinados no mundo em 2014, segundo o balanço anual publicado nesta terça-feira (16) pela ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF), que denuncia que a barbárie e a instrumentalização intensificam a violência contra a imprensa, como demonstram as decapitações filmadas.

Os números do Balanço da Violência contra Jornalistas 2014 da RSF são eloquentes: além dos 66 jornalistas assassinados, foram 119 sequestrados, 178 presos, 853 detidos, 1.846 ameaçados ou agredidos e 134 precisaram se exilar.

A organização de defesa da liberdade de imprensa com sede em Paris aponta que, embora neste ano tenha sido registrada uma leve queda no número de jornalistas assassinados no exercício da profissão (71 em 2013), a violência contra a imprensa passou por uma mudança, os assassinatos são cometidos com maior barbárie e são instrumentalizados com fins de propaganda.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM