Estaleiro: “Trabalhadores não podem pagar o preço em nome de quem pratica desmandos”, dispara Bebeto

sintepav_forca“Não podemos permitir que desmandos administrativos ou políticos de quem quer que seja venha sacrificar e afetar a vida de centenas de milhares de trabalhadores”. A declaração é do deputado federal eleito Bebeto Galvão (PSB), que também é presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial (Sintepav), ao externar sua indignação contra as demissões de milhares de operários nas obras do Estaleiro do Paraguaçu, em Maragojipe.

Durante uma caminhada em Salvador nesta quinta-feira (11), com a presença de mais de mil trabalhadores do empreendimento, Bebeto conclamou a categoria, a sociedade, os governos e a Federação das Indústrias para se unirem no sentido de garantir a continuidade das obras no estaleiro, que é hoje o maior investimento do estado, mas está ameaçado de ter um fim calamitoso, não somente pelas demissões, mas também pela enorme perda para a economia da Bahia.

“Não podemos permitir que a crise política que assola o Brasil atualmente possa atingir e sacrificar a dignidade do povo trabalhador. Não podemos permitir que o maior investimento privado dos últimos anos acabe por falta de pagamentos da Sete Brasil, pois sua inadequação agora passa a atingir em cheio os trabalhadores, que não podem pagar esse preço”, desabafa Bebeto. O estaleiro conta com 5 mil trabalhadores e estima-se que até agora 1 mil operários já foram atingidos com as demissões, um número que pode dobrar nos próximos dias.

Uma nova Assembleia do Sintepav está prevista para acontecer na próxima segunda-feira (15), na sede da obra em São Roque do Paraguaçu.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM