PSB decide proibir filiados de ocupar cargos no governo Dilma

siqueira_psbO PSB decidiu nesta quinta-feira (27) assumir uma posição de “independência propositiva” em relação ao governo da presidente Dilma Rousseff e determinou que nenhum filiado da legenda tem autorização para assumir cargos no governo federal.

O partido, que na eleição deste ano lançou o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos à Presidência, e posteriormente Marina Silva após a morte de Campos em um acidente aéreo em agosto, apoiou o candidato do PSDB, Aécio Neves, contra Dilma no segundo turno.

“Essa posição consiste em examinar a conduta do governo, as propostas mais estratégicas, e se definir sobre elas de forma contrária, ou a favor. Não tem necessidade de ser obrigatoriamente contra, ou obrigatoriamente a favor”, disse o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, após reunião da Executiva do partido em Brasília, de acordo com nota da legenda. Apesar da posição de “independência propositiva”, o PSB já tem se alinhado com partidos de oposição a Dilma em algumas matérias no Congresso Nacional, como o projeto de lei que altera o cálculo da meta de superávit primário.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM