APLB cobra votação de Plano de Carreira da categoria

aplbA aprovação do Projeto de Lei nº 231/14, que institui o Plano de Carreira e Remuneração dos Servidores da Educação do Município de Salvador, foi defendida na sessão desta segunda-feira da Câmara Municipal pela diretora da APLB-Sindicato, Elza Melo, que ocupou a Tribuna Popular. Ela fez um apelo aos vereadores pela votação da matéria em regime de urgência, para que possa ser regulamentado a tempo de entrar em vigor no início do próximo ano letivo.

Segundo Elza Melo, a categoria espera que o projeto seja aprovado na íntegra, sem vetos ou emendas, explicando que o texto foi fruto de construção coletiva, embasada por muitos debates. A diretora da APLB frisou que o Plano ainda não contempla todos os servidores da pasta da Educação, mas ressaltou que já foi um avanço a inclusão do cargo de assistente técnico-escolar.

Entre as principais conquistas do Plano de Carreira, ela destacou a reserva de jornada de trabalho, prevista na Lei do Piso Salarial, importante para os professores que estão em sala de aula. Além disso, citou a criação de gratificações para professores que já dispõem da reserva; para os coordenadores pedagógicos, o que assegura a isonomia com os professores; e para os gestores escolares.

“Esperamos que a pauta de votação desta Casa seja desobstruída, para que o nosso Plano de Carreira seja votado o mais rápido possível, pois ele representa a valorização dos trabalhadores da Educação”, disse Elza Melo, referindo-se à necessidade dos vereadores votarem, antes, os nove vetos do prefeito ACM Neto que estão sobrestando a pauta da Ordem do Dia.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM