Valmir quer mais participação de mulheres na política

valmir_assuncaoApenas 10% de parlamentares eleitos são mulheres no Brasil. Os dados atualizados em 2014 chamaram a atenção do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), que voltou a pedir uma maior participação feminina na política. Apesar do país ter a primeira mulher no cargo mais importante do país, ainda existe pouca representatividade no Congresso Nacional e em bancadas nas Assembleias Legislativas dos estados. Na Câmara Federal, as mulheres eram 8,8% dos 513 deputados, com 45 representantes, já em 2014, 51 foram eleitas, cerca de 9,9%. “Teve um pequeno crescimento, mas o número ainda é muito baixo. Isso significa que temos menos de uma mulher para cada dez deputados homens segundo dados computados. Já no Senado, a situação é ainda pior, apenas cinco senadoras das 27 vagas disputadas foram eleitas e vão se unir com outras seis que cumprem mandato até 2019 em um universo de 81 cadeiras”, aponta Assunção.

O parlamentar petista diz que na política ainda existe um espaço fechado entre os homens e acredita que isso vem mudando com a participação política das mulheres. Ele lembra que está na pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) de quarta-feira (19), o projeto que busca aumentar a participação feminina no Senado. O PLS 132/2014, do senador Anibal Diniz (PT-AC), prevê que, nas eleições em que houver renovação de dois terços da bancada do Senado, uma das vagas será reservada para o sexo feminino. “Mesmo que tímida, a presença de candidatas é fundamental para o fortalecimento da democracia. A representatividade feminina é necessária quando pensamos nas lutas pelos direitos das mulheres, e elas ainda sofrem muito preconceito, exclusão e violência neste país”, lembra Valmir. De acordo com o deputado, o PT tem uma política interna de paridade, onde metade dos candidatos devem ser mulheres, o que oferece maior visibilidade delas no processo eleitoral.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM