Comunidade do Nordeste de Amaralina e sindicato cobram reforma de posto de saúde

nordeste_sindsepsO Posto de Saúde Professor Sabino Silva, localizado no Nordeste de Amaralina, em Salvador, esteve parcialmente fechado na manhã desta sexta-feira (14) devido à manifestação de moradores e servidores municipais que pedem a reforma da unidade. Após um ano que os recursos foram liberados, a obra ainda não foi iniciada e uma série de transtornos é causada devido à falta de infraestrutura do local.

Esse é o terceiro ato de um desmembramento das cobranças feitas por lideranças comunitárias do Nordeste e endossadas pelo vereador Luiz Carlos Suíca (PT), que esteve no local junto com os coordenadores da ação, os representantes do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps).

O edil petista visitou a unidade de saúde na última semana e cobrou melhorias para o serviço no posto. “A principal reivindicação dos servidores e moradores ainda é a questão de infraestrutura, que deixa parte do posto de saúde sem funcionar, por causa de esgoto a céu aberto, paredes mofadas e falta de salas”, detalha Suíca.

Ainda segundo o vereador, devido às cobranças dos líderes comunitários e das iniciativas do mandato na Câmara de Salvador, a prefeitura já marcou uma audiência com a comunidade para a segunda-feira (17) com o diretor de Acompanhamento das Ações da Secretaria Municipal de Saúde, Nestor Neto, para tratar do assunto.

O diretor do Sindseps, Bruno Cariranha, falou que a reforma não pode ser apenas com pinturas de paredes, “como alguns vereadores e lideranças tem defendido”. 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM