PSDB arrecadou R$ 19 mil no Piauí e teve só um voto

espantoA candidata a deputada estadual Vera Lúcia de Araújo Costa Ferreira (PSDB) arrecadou R$ 19.043,86 para gastos de campanha e obteve apenas um voto – foi o voto mais caro do País. Vera Lúcia, nome que usou na urna, tem 59 anos, é divorciada, tem ensino superior incompleto e é professora aposentada do ensino médio no Piauí.

Não é a primeira vez que ela é candidata. Em 2010, Vera Lúcia foi candidata a deputada estadual e teve 228 votos. Nesta campanha, ela obteve apenas um voto, provavelmente o dela própria. A candidata tucana teve como doadores o contador Álvaro Inácio Silva Neto e o advogado Carlos Yury Araújo de Morais – os valores das doações são de R$ 6.297,93, segundo a prestação de contas de campanha feita a Justiça Eleitoral. Constam ainda como doadores a direção estadual do PSDB, que doou R$ 5 mil, e José Rodolfo de Oliveira Souza, que doou R$ 1.448.

Advogado do PSDB, Carlos Yury Araújo de Morais diz, no entanto, que ele apenas emitiu uma nota no valor de R$ 5 mil pelos serviços prestados durante o processo de candidatura da tucana. Segundo ele, deve ter havido um erro na prestação de contas em que ele aparece como doador. Morais afirma ainda que o partido deu condições isonômicas para todos os candidatos disputarem um mandato. O partido fez três dos 30 deputados estaduais. A Executiva estadual cumpriu a exigência legal de ter 30% de mulheres na chapa.

“Com relação a esta doação que o partido fez a Vera Lúcia, o fez a todos os candidatos para ajudar a custear os gastos com propaganda de campanha. E estamos acompanhando a prestação de contas”, afirmou o advogado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM