Brasil vai medir temperatura na chegada contra ebola

SaudePassageiros procedentes de países afetados pelo ebola terão de se submeter a uma aferição da temperatura e responder a um questionário assim que desembarcarem no País, durante o processo de imigração. Somente depois de o procedimento ser realizado é que vão receber o passaporte, que será entregue por autoridades sanitárias.

As mudanças foram anunciadas na sexta-feira (31), pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, e pelo secretário de Vigilância Epidemiológica, Jarbas Barbosa. O procedimento, que será realizado em postos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), já começou no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, que responde por dois terços de todas as chegadas de pessoas vindas das áreas afetadas.

A implementação nos demais aeroportos será feita de forma progressiva e deverá ser concluída até novembro em Viracopos (Campinas), no Galeão (Rio), no Internacional Pinto Martins (Fortaleza), no de Brasília e no de Salvador. Os viajantes serão informados que o sistema de saúde no País é de acesso universal e gratuito, algo que, na avaliação de Barbosa, pode derrubar qualquer tipo de inibição para procurar assistência. No material informativo também é indicado o local para onde ele deve se encaminhar, caso apresente algum sintoma. (Com informações do Estadão)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM