Tinoco rebate críticas contra licitação de banheiros químicos

ReproduçãoO vereador Claudio Tinoco (DEM) utilizou o plenário da Câmara Municipal, na sessão ordinária desta terça-feira (11), para rebater as denúncias publicadas no jornal A Tarde acerca dos gastos com os sanitários públicos no Carnaval de Salvador. O contra-ataque do democrata partiu após duras críticas do vereador Arnando Lessa (PT) destinadas à secretária municipal Rosemma Maluf.

Tinoco explicou que houve um processo de licitação em três lotes. O primeiro e o segundo lotes seriam destinados aos contratos de banheiros químicos para o período carnavalesco de 2014/2015, e também para a Copa do Mundo.

Já o terceiro lote seria referente aos contêineres utilizados como sanitários públicos nos circuitos da festa. O vereador ainda apresentou no plenário os seguintes gastos referentes à licitação municipal. Segundo a documentação, cada banheiro químico teve o custo de R$ 230, enquanto que os contêineres custaram R$ 330.

Ainda rebatendo as criticas, Tinoco lembrou que o “governo do estado, através da Secopa, possui licitações com estruturas semelhantes às utilizadas pela prefeitura”. Para concluir, o edil criticou também os contratos polêmicos da Bahiatursa durante o Carnaval, que, segundo ele, “trouxeram prejuízos para a Associação Baiana de Trios Independentes (ABTI), o cantor e compositor Moraes Moreira, entre outros artistas”, também pautados pela mídia local.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM