IPTU de ACM Neto: Coletivo de líderes comunitários diz temer judicialização

unibairrosFormada por 150 lideranças e associações dos bairros populares, a União dos Bairros de Salvador (Unibairros) é mais uma entidade da cidade que se diz “apreensiva com a possibilidade das pessoas mais carentes perderem a isenção fiscal, devido à judicialização por conta das mudanças no IPTU. Os pobres não podem pagar a conta”.

O presidente da Unibairros, Joceval Tibúrcio, teme pelo fim da isenção fiscal concedida pela Prefeitura a imóveis com valor venal até R$ 80 mil. “Estas famílias dos bairros populares de baixa renda teriam que pagar, então por que os mais ricos ficaram anos pagando a baixo do valor real? A população pobre precisa da isenção oferecida assim como tem urgência nas demandas de serviços públicos”, observou Tibúrcio.

Joceval avalia que Salvador é uma cidade com grande déficit social, sobretudo nos bairros carentes. “Os pobres sempre pagaram com muito sacrifício seus impostos e agora, quando a cidade precisa dar uma virada, dar mais qualidade de vida, dignidade e orgulho à sua população, pequenos grupos, que não representam os empresários comprometidos com a cidade, agem de forma mesquinha, se manifestando contra esta anistia aos trabalhadores”, concluiu.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM