Condições precárias prejudicam atendimento no SIMM-Comércio

simm_comercio_02A manhã desta sexta-feira (14) foi marcada também por um protesto realizado pelo Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps), na frente do Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-Obra (SIMM), no Comércio.

As condições precárias do setor de atendimento foram os motivos, que levaram os diretores do Sindseps, a realizar a manifestação, que teve o apoio das pessoas que procuravam os serviços do SIMM.

Para o diretor do Sindseps, Antonio Lacerda Júnior, a Prefeitura de Salvador não tem garantido, que os trabalhadores e usuários do SIMM tenham condições mínimas de conforto no local. “Não podemos admitir tanta negligência com o cidadão e o funcionário. Um calor insuportável, banheiros fétidos, instalações elétricas danificadas. Esse prédio corre risco de incêndio e nenhuma providência é tomada para garantir segurança”, disse o sindicalista.

Lacerda Júnior apontou alguns riscos à integridade das pessoas, que utilizam os serviços do SIMM, além dos funcionários do órgão. “No banheiro masculino, uma gambiarra serve para iluminar. A lâmpada é acesa em uma tomada com um fio desencapado e próximo à pia. A infiltração na parede do bebedouro é visível, podendo contaminar a água consumida aqui. Quem garante a segurança contra incêndio e pânico neste prédio antigo? Providências devem ser tomadas, pois a cidadania aqui tem sido ameaçada”, concluiu.

Dezenas de pessoas buscavam as vagas de trabalho e cursos oferecidos pelo SIMM. A sala de atendimento estava lotada e o espaço não estava refrigerado de maneira suficiente. Durante o protesto, a gerência da unidade iniciou uma “triagem” para não permitir o acesso de pessoas ao local.

simm_comercioUma cena hilária era vista logo na chegada: enquanto trabalhadores dividiam o ambiente acalorado, um ventilador servia para refrigerar uma foto, com os rostos do secretário Maurício Trindade (Semps) e do prefeito ACM Neto (DEM).

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM