Centrais sindicais pretendem reunir 50 mil pessoas no ato de 9 de abril em SP

ctbAs centrais sindicais se reuniram nesta terça-feira (04), em São Paulo, para definir alguns encaminhamentos com vistas ao ato marcado para o dia 9 de abril, em defesa da classe trabalhadora e da pauta trabalhista. Segundo o secretário geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Wagner Gomes, a ideia das entidades é levar 50 mil pessoas às ruas da capital paulista.

Segundo os dirigentes, a concentração do ato ocorrerá na Praça da Sé, a partir das 10h. De lá, a multidão seguirá em caminhada até o Museu de Arte de São Paulo (MASP), na Avenida Paulista, onde será realizada uma manifestação em defesa de mudanças na política macroeconômica, a valorização da classe trabalhadora, o fim do fator previdenciário, mais investimentos para Saúde e Educação e a redução da jornada de trabalho para 40h semanais.

Por conta do ato, a CTB decidiu agendar sua reunião da Direção Nacional para os próximos dias 10 e 11 de abril. De acordo com Wagner Gomes, os dirigentes cetebistas de todo o Brasil deverão chegar a São Paulo entre os dias 8 e 9, para que todos possam participar do ato político. “A manifestação do dia 9 foi incorporada como uma atividade da nossa reunião da Direção Nacional. A CTB está jogando um grande peso nesse ato e todos nós estaremos nas ruas defendendo as bandeiras da classe trabalhadora”, afirmou o dirigente.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM