Mais denúncias sofre a "máfia do ISS" causam desconfortos para Kassab e Mauro Ricardo

corrupiçãoEm depoimento ao Ministério Público Estadual (MPE), uma testemunha protegida disse ter ouvido que o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD) recebeu “verdadeira fortuna” da Controlar, empresa responsável pela inspeção veicular, e que o dinheiro ficou guardado em seu apartamento. Ex-secretário de Finanças de Kassab, Mauro Ricardo também é citado. A testemunha não apresentou provas e os acusados negam irregularidades.

O contrato com a Controlar é alvo de outra ação do MPE. A contratação da empresa, em 2007, foi feita a partir de uma licitação da gestão Paulo Maluf (PP), em 1996. Para o órgão, deveria ter sido feita uma nova concorrência. Kassab é um dos réus no processo criminal.

Os fatos trazidos pela testemunha serão analisados pelo MPE. Dada à proximidade com Ronilson, a “testemunha Gama” é tida como peça-chave do caso da máfia do ISS.

Os pedidos de suspensão de investigações não eram feitos apenas por Kassab, segundo a testemunha. Mauro Ricardo, ex-secretário de Finanças da gestão passada e chefe de Ronilson, também pedia favores dessa natureza, segundo o relato. A “testemunha Gama” citou um caso em que a empresa de outro funcionário de confiança da secretaria era investigada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM