Papa denuncia cristãos corruptos que aproveitam de seus privilégios

ReproduçãoO papa Francisco denunciou nesta terça-feira (14), na homilia da missa que é celebrada todas as manhãs na Casa Santa Marta a “figura do cristão corrupto”, ao falar de laicos, sacerdotes e bispos que se aproveitam da situação e seus privilégios.

O papa baseou sua homilia, divulgada pela Rádio Vaticano, em algumas figuras do cristianismo totalmente impugnáveis e para isso dedicou a leitura do dia sobre o sacerdote Eli e seus filhos.

“O sacerdote Eli, um pobre sacerdote, débil, morno, que deixava fazer muitas coisas ruins aos seus filhos”, explicou o papa argentino, que acrescentou como este desprezava também os fiéis.

“Quantas vezes o povo de Deus se sente não querido por aqueles que devem dar testemunho: pelos cristãos, pelos laicos cristãos, pelos sacerdotes, pelos bispos…”, exclamou o papa. Jorge Bergoglio passou depois a descrever o comportamento dos filhos de Eli que “eram sacerdotes, mas ladrões”.

“Iam atrás do poder, atrás do dinheiro. Exploravam o povo, se aproveitavam das esmolas, dos presentes” , “o Senhor os castigou”, disse o papa. Para o pontífice, “esta é a figura do cristão corrupto, do laico corrupto, do sacerdote corrupto, do bispo corrupto, que se aproveita da situação, de seu privilégio da fé, de ser cristão”.

“De um coração corrupto chega a traição como a de Judas que trai Jesus'”, acrescentou. No final de sua homilia, o papa pediu que os cristãos aprendam a “não ser legalistas puros, hipócritas, a não ser corruptos como os filhos de Eli”. (EFE)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM