Partido Novo apresenta pré-candidatos a deputados federais na Bahia

No dia 22 de julho, às 9h, o Partido Novo apresenta seus 12 pré-candidatos a deputados federais na Bahia. Na ocasião, os convidados e o público terão a oportunidade de conhecer detalhadamente os perfis dos pré-candidatos que serão entrevistados. Após o evento, que acontece no Auditório Mezanino (Ed. Suarez Trade, na Av. Tancredo Neves, 450), haverá carreata em direção ao Farol da Barra. Para participar ou saber mais informações, basta acessar www.novo.org.br/eventos.

Com propósito de renovação, o Novo é o único partido que realiza processo seletivo com os pré-candidatos. A seleção inclui análise de currículo, avaliação de reputação (ficha limpa), alinhamento de ideias e análise do propósito da pessoa na política. Após aprovados, todos os postulantes passam por treinamento de práticas legislativas e fazem uma prova ao final do processo.

Todos os pré-candidatos assinam um termo de compromisso, se comprometendo a, caso eleito, nunca votar a favor de aumento de impostos, reduzir gastos de gabinete e demais privilégios (carro com motorista, auxílio paletó, selo, etc.), ser ético e transparente no mandato e atuar de forma consonante com as ideias do partido.

“A expectativa é grande, porque será a nossa primeira eleição na Bahia, e essa é a primeira oportunidade de apresentar nossos pré-candidatos à sociedade. Foram 12 aprovados no processo seletivo, de um total de mais de 30 inscritos. Todos cidadãos comuns, que têm suas vidas profissionais e não dependem da política para viver. Gente que até pouco tempo não se envolvia na política, mas que percebeu que esse era o motivo da situação do país chegar a esse ponto. O Novo é o único partido que não surgiu de sindicatos, igrejas ou dissidências de outros partidos. Viemos da sociedade civil e é através dela que nos mantemos, sem dinheiro público. Nosso objetivo é justamente o de resgatar a participação do cidadão comum na política”, afirma Gabriel Venturoli, presidente estadual do Partido Novo.

O Novo é o único partido que não utiliza dinheiro público e é mantido por uma pequena mensalidade (R$ 28) paga, voluntariamente, por seus filiados. O engenheiro e administrador de empresas João Amoedo, um dos fundadores do partido, é o pré-candidato do Novo a presidência da república.

O Novo foi fundado em 12 de fevereiro de 2011, por 181 cidadãos de 35 profissões diferentes e oriundos de dez estados da Federação. Com nove Diretórios Estaduais formados e 502 mil assinaturas de apoio para a criação do partido validadas, foi solicitado, em julho de 2014, o registro definitivo do Novo, que foi deferido pelo TSE em 15/09/2015.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FOLLOW @ INSTAGRAM